SOBRE O SGIFR

O Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais (SGIFR) assenta nos dois eixos que as Comissões Técnicas Independentes consideraram fundamentais para a redução do impacto dos incêndios rurais. A existência destes dois eixos, a Gestão de Fogos Rurais (GFR) e a Proteção Contra Incêndios Rurais (PCIR), marcam uma diferença relevante face ao plano antecedente, que vigorou entre 2006 e 2018. Os princípios na base desta segmentação são o profissionalismo da especialização e o da coordenação integrada, sendo de relevar a dimensão da conservação e ordenamento florestal como condição necessária ao sucesso do sistema, dado o seu papel de construção de uma paisagem rural sustentável.

Este Sistema dá resposta às debilidades a que se aludiu em capítulo anterior, e ao conceito de duplo envolvimento – aproximação da prevenção e combate, expresso na Resolução do Conselho de Ministros n.º 157-A, de 27 de outubro, materializado na Diretiva Única de Prevenção e Combate, Resolução do Conselho de Ministros n.º 20/2018, de 1 de março, e prosseguido na Resolução do Conselho de Ministros n.º 12/2019, de 21 de janeiro.

<p>SGIFR</p>

SGIFR

Cadeia de Valor do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais

A cadeia de valor integra os eixos da gestão de fogo rural e de proteção de pessoas e bens, nas suas seis fases:

  • Planeamento
  • Prevenção
  • Preparação
  • Pré-supressão
  • Supressão e Socorro
  • Pós-evento

E de três capacitadores:

  • Governança
  • Qualificação
  • Sistemas de Informação e Comunicação
<p>Cadeia de Valor do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais</p>

Cadeia de Valor do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais